Cláudio Torres recebeu Prémio “Memória e Identidade”

Cláudio Torres foi distinguido com o Prémio Nacional “Memória e Identidade” atribuído pela Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico.

O Prémio “Memória e Identidade” foi instituído em Angra do Heroísmo no ano de 2012, e visa “distinguir as personalidades que mais se destacaram nas áreas da salvaguarda e da valorização do património cultural”, diz a entidade promotora.

Por outro lado, segundo a mesma fonte, “pretende enaltecer a carreira de quem se destacou ao longo da vida nas áreas da arquitetura, da engenharia, da história e das artes, pugnando sempre pela defesa e pela divulgação dos centros históricos, enquanto conjuntos representativos de valores culturais e artísticos, cuja memória importa preservar e cuja vida se impõe dinamizar”.

Cláudio Torres, director do Campo Arqueológico de Mértola mostra-se satisfeito com o prémio e alerta para a necessidade de se continuar a valorizar o território e o seu património.