Concurso Nacional de Azeites de Portugal vê renovado selo de garantia

Foto: CEPAAL
Foto: CEPAAL

O Conselho Oleícola Internacional renovou o selo de garantia ao Concurso Nacional de Azeites de Portugal.

Assim, ao concurso são reconhecidos “os graus máximos de rigor, exigência técnica e excelência no sentido do cumprimento das normas do Conselho Oleícola Internacional para os prémios de qualidade de Azeite Virgem Extra”, revela o Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo (CEPAAL), uma das entidades promotoras.

O Concurso Nacional de Azeites de Portugal distingue, entre outros, azeites com Denominação de Origem Protegida e Azeites produzidos em Agricultura Biológica.

A iniciativa, com inscrições abertas até 10 de abril, conta com um Painel de provadores oficial, nacionais e estrangeiros, de referência.

Filipa Velez, técnica do CEPAAL, sublinha que o selo é recebido com “grande satisfação”.

O Concurso é promovido pelo Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo e pelo Centro Nacional de Exposição e Mercados Agrícolas.

Segundo os organizadores “tem procurado não só a promoção do sector oleícola português, mas também, e principalmente, a valorização dos Azeites e dos produtores nacionais, reconhecendo e levando a reconhecer por parte do público em geral, o que de melhor se faz na olivicultura portuguesa.