Deputado do PCP leva problemas do distrito para discussão do OE na especialidade

Na audição do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, o deputado do PCP questionou o governante sobre problemas de acessibilidades. O futuro do aeroporto de Beja, a ligação ferroviária a Beja, o avanço do IP8 e as ligações ao concelho de Barrancos – que é servido por duas estradas nacionais em más condições nos pavimentos há largos anos – foram matérias abordadas. De acordo com o Grupo Parlamentar do PCP “o Ministro não deu qualquer resposta”. Após a ausência de resposta do ministro, foi apresentada uma pergunta por escrito para que o governante não se escuse a responder.

Ao Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, o deputado do PCP perguntou sobre o alargamento das áreas de rega no projecto de Alqueva e sobre a capitalização da EDIA.

O ministro, segundo o PCP; informou que “as verbas disponíveis para regadio no PDR-2020 não cobrirão as intenções de alargamento, mas o Governo compromete-se a alargar a mais 45 000 hectares de regadio e para tal, procura fontes de financiamento, que rondam cerca de 140 a 150 milhões de euros, que ainda não estão definidas.

O deputado do PCP questionou ainda a Ministra da Administração Interna sobre a resolução dos problemas dos postos da GNR de Serpa e de Alvito, que têm más condições de habitabilidade.

A Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna informou que existem protocolos relativos a postos da GNR assinados que não têm qualquer validade e outros em que há discrepâncias nos valores das intervenções, pelo que têm de ser todos revistos.

João Ramos afirma que são necessárias verbas para resolução destes problemas.