12°C
Scattered clouds

Serpa: Despiste de veículo pesado de mercadorias provoca um morto (com fotos)

Um veículo pesado de mercadorias despistou-se, esta manhã, na EN265 junto à povoação de Orada, na freguesia de Pias, no concelho de Serpa.

O despiste provocou um morto, o condutor do pesado.

A vítima mortal tinha 26 anos.

O alerta foi dado às 07h31, de acordo com o Comando Sub-regional de Emergência e Proteção Civil do Baixo Alentejo.

As causas do acidente estão a ser investigadas pelas autoridades.

Para o local foram mobilizados 22 operacionais dos Bombeiros de Moura e Serpa auxiliados por oito veículos, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Beja, a Ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Moura e vários militares da GNR.

acidente 4 - Rádio Pax 2024
acidente 3 - Rádio Pax 2024
acidente 4 - Rádio Pax 2024

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
3
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja
8
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades

Recomendado para si

Habitação
18/07/2024
Preço da habitação dispara no Baixo Alentejo
18/07/2024
Termómetros chegam aos 40 graus em Beja
somincor
17/07/2024
Câmara de Castro Verde otimista com venda da Mina Neves-Corvo
turismo
17/07/2024
Proveitos aumentaram nos alojamentos turísticos do Alentejo
Foto: SOMINCOR
somincor
16/07/2024
Somincor à venda
16/07/2024
ADPM avança com Projeto “EcoRaízes”
16/07/2024
Artesanato ocupa lugar de destaque na FACECO
15/07/2024
Câmara de Serpa acusa Governo de “comportamento inaceitável”