EAPN defende Estratégia Nacional para a Erradicação da Pobreza

Em 2017, segundo o INE-Instituto Nacional de Estatística, 23,3% da população em Portugal encontrava-se em situação de risco de pobreza ou exclusão social.

No Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza que hoje se assinala, a EAPN- Rede Europeia Anti-Pobreza “reitera a necessidade urgente de combater a pobreza e as desigualdades sociais, e defende mais uma vez a necessidade de criar uma Estratégia Nacional para a Erradicação da Pobreza que passa por áreas tão diversas como a educação de qualidade e inclusiva; a igualdade de oportunidades e o combate à discriminação; o apoio ao emprego, o acesso a uma habitação digna, o acesso à saúde, e à protecção social para todos”.

João Martins, responsável pelo Núcleo Distrital de Beja da Rede Europeia Anti-Pobreza, defende “uma verdadeira aliança entre os diferentes actores”.

Em Beja, a Rede está a desenvolver várias actividades por forma a sensibilizar para este flagelo.

João Martins alerta que a pobreza, muitas vezes envergonhada, vive na porta ao lado ou dentro da família.