Estação da CP de Alvito não vai ser demolida

O edifício da estação de caminhos-de-ferro de Alvito não vai ser demolido. A garantia foi dada à autarquia, depois de uma reunião com a Infraestruturas de Portugal (IP), no dia 9 de julho.  

Recorde-se que, no final do passado mês de junho, foi com surpresa que António João Valério, presidente da autarquia alvitense, disse ter recebido a notícia que dava conta da intenção da Infraestruturas de Portugal querer demolir a centenária estação ferroviária de Alvito, localizada junto à fábrica da UCASUL.

De forma a reverter esta situação, o autarca explica que foram, de imediato, desenvolvidas negociações, revelando que, no dia 9 de julho, houve um encontro entre o responsável pelo Património da IP, o executivo municipal e um representante da UCASUL- União de Cooperativas Agrícolas do Sul.

António João Valério refere que “o que está previsto é a não demolição da estação”, tendo ficado o compromisso que “até ao final deste ano”, a Câmara de Alvito e a UCASUL encontrem uma solução para a utilização daquele espaço, dando-lhe “uma nova vida”.