Feira do Vinho e do Cante aposta na “diversidade cultural”

O certame aposta na valorização do Cante Alentejano, Património da Humanidade sem esquecer outras marcas identitárias do país.

Este ano Madalena do Pico e o Minho são as regiões convidas.

A Chama-Rita dos Açores, os Pauliteiros de Miranda, as Adifeiras do Paúl marcam presença num evento que privilegia a “diversidade cultural”, afirma Helena DÁguilar, vice-presidente da Câmara de Vidigueira.