GNR registou 349 infracções

O Comando Territorial de Beja da GNR detectou, na semana passada, 349 infracções, a maioria por excesso de velocidade, por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório, falta de inspecção periódica obrigatória, por falta ou incorrecta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, por uso indevido do telemóvel no exercício da condução e por taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei. Foram também detectadas infracções relacionadas com tacógrafos.

No relatório semanal enviado à Rádio Pax, a Guarda Nacional Republicana anuncia ainda a detenção de sete indivíduos por condução sem habilitação legal e três por condução sob o efeito do álcool.

Os militares apreenderam uma arma branca.

Nas estradas do distrito de Beja, a GNR registou 32 acidantes, dos quais resultou dois feridos graves e sete feridos leves.

No que diz respeito à fiscalização geral, foram efectuados sete autos de contra-ordenação no âmbito da legislação da protecção da natureza e do ambiente.

Em matéria de sensibilização foram realizadas duas acções dirigidas às escolas.