Greve dos motoristas obriga Câmara de Vidigueira a medidas preventivas

O município de Vidigueira adoptou várias medidas com o objectivo de “prevenir problemas com o funcionamento da actividade da Câmara Municipal e de outros serviços fundamentais a que a mesma possa ser chamada a dar apoio durante a greve dos motoristas”.

A Câmara quer assegurar, nos serviços operacionais, o “menor consumo possível de combustível” através de “medidas que optimizem os recursos e minimizem a necessidade de circulação de viaturas”.

“Nos restantes serviços, devem ser observadas com rigor as normas já definidas e, não sendo fundamental a realização de deslocação neste período deve a mesma ser adiada para uma outra data”, revela a autarquia.

O Município “solicita o maior empenho, colaboração e compreensão de todos para as implicações que estas medidas poderão vir a provocar”.

Rui Raposo, presidente da Câmara de Vidigueira assegura que estas medidas não afectarão os serviços essenciais à população.