12°C
Scattered clouds

Hospitais privados fizeram mais de 15 mil cirurgias do SNS em 2020

Hospitais privados fizeram mais de 15 mil cirurgias do SNS em 2020

Os hospitais privados efetuaram mais de 15 mil cirurgias a doentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em 2020, ao abrigo do programa de redução de listas de espera, revelou a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP).

De acordo com o presidente da instituição, Óscar Gaspar, a colaboração entre o SNS e o setor privado de saúde no âmbito do Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia (SIGIC) permitiu operar 15.284 doentes no último ano, mesmo com os “desafios muito grandes” criados pela pandemia de covid-19 em Portugal. No total, foram realizadas 167.809 cirurgias nos 119 hospitais privados do país.

“O número foi inferior ao de 2019, porque houve muita atividade que ficou por realizar e deixou de se alimentar a lista para cirurgia”, explicou, acrescentando: “A missão dos hospitais privados não é alugar blocos cirúrgicos. Além dos blocos temos os nossos médicos, enfermeiros, as nossas equipas… A nossa perspetiva é que haja um planeamento adequado dos recursos, mas reconheço que estamos num momento extraordinário”.

Embora tenha destacado 2020 como um “ano anormal” ao nível da assistência aos utentes, o líder da APHP notou que “os hospitais privados estiveram desde a primeira hora ao lado do SNS” e na “linha da frente” do combate à pandemia. Todavia, ressalvou a dimensão da capacidade de assistência ao nível de consultas de especialidade e de recurso aos serviços de urgência hospitalar.

“Tivemos cerca de 6,256 milhões de consultas de especialidade, são cerca de 17 mil consultas por dia”, precisou Óscar Gaspar, que salientou também os 820.470 episódios de urgência e os 11.943 partos realizados nas unidades privadas e as mais de 531 mil ‘diárias’ (internamentos).

Paralelamente, foram ainda atendidas mais de 104 mil pessoas em medicina dentária, registando-se mais de 14 mil doentes oncológicos em tratamento no último ano.

Porém, Óscar Gaspar alertou que terá de ocorrer nesta especialidade “um reforço de investimento extraordinário” devido ao número de diagnósticos que terão ficado por fazer, por causa dos constrangimentos de acesso criados pela covid-19.

“Terminámos com mais de 213 milhões de euros de investimento em 2020, é um investimento muito significativo”, finalizou.

Rádio Pax/ Lusa

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja
8
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades

Recomendado para si

19/06/2024
Centro de Paralisia disponibiliza pulseiras on-line para Sunset
Palestina
19/06/2024
Beja acolhe ação de solidariedade por uma Palestina Livre
Ourique
19/06/2024
Ourique abre inscrição para Programa de Ocupação de Jovens
Odemira
19/06/2024
Candidaturas abertas para CTESP em Odemira
19/06/2024
Alterações climáticas em debate na cidade de Beja
Mértola
19/06/2024
Mértola bate recorde de temperatura
19/06/2024
GNR detém indivíduo por falsificação de documentos
18/06/2024
Distrito de Beja em seca moderada