INE estima quebra na produção de azeitona

As previsões do Instituto Nacional de Estatística (INE), a 31 de Janeiro, apontam para uma diminuição na ordem dos 20% na produção de azeitona para azeite face à campanha anterior.

O rendimento da azeitona em azeite deverá ficar abaixo do alcançado na última campanha.

Nos cereais de Outono/Inverno, as sementeiras estão concluídas. Ainda que as condições meteorológicas fossem favoráveis, prevê-se um decréscimo de 3% na área instalada, devido à redução das superfícies de trigo, triticale e cevada. O desenvolvimento tem sido normal e as searas têm um bom aspecto vegetativo.

O Instituto sublinha que “a precipitação escassa, o frio e a ocorrência de geadas conduziram à inibição do desenvolvimento vegetativo das pastagens e das culturas forrageiras, situação habitual no ciclo de produção destas culturas nas condições mediterrâneas”.

A mesma fonte adianta que “os efectivos pecuários continuam sem dificuldades de acesso às pastagens, mas, duma forma generalizada, a matéria verde disponível nas áreas forrageiras não é suficiente para colmatar as necessidades alimentares”.  O recurso a palhas, fenos, silagens e rações tem decorrido dentro dos “parâmetros normais” para a época.