12°C
Scattered clouds

Insolvências de empresas caem 100% em Beja

Insolvências de empresas caem 100% em Beja

As insolvências diminuíram 5,7% em janeiro deste ano, face ao mês homólogo de 2022, enquanto as constituições de empresas aumentaram 2,8%, para um máximo de dois anos, anunciou hoje a Iberinform.

As constituições de empresas evoluíram de “4.701 em janeiro do ano passado para 4.834 em janeiro deste ano”, isto é, mais 133 empresas em termos homólogos (+2,8%), refere a Iberinform filial da seguradora Crédito y Caución, em comunicado, assinalando que se trata do “valor mais elevado dos últimos dois anos”.

Além disso, dá nota de que as insolvências em janeiro tiveram uma descida homóloga de 5,7% em janeiro deste ano, o que corresponde a “menos 22 empresas insolventes”.

No entanto, face ao mesmo período do ano passado, as declarações de insolvência requeridas por terceiros aumentaram 26% (mais 16 empresas), enquanto as declarações de insolvência apresentadas pelas próprias empresas tiveram uma subida de 10% (mais sete empresas).

O estudo da Iberinform assinala também que até final de janeiro último foram declaradas insolventes 211 empresas, valor que traduz uma diminuição no número de processos encerrados (menos 46 face a 2022).

Por distritos, Lisboa e Porto são os que apresentam maior número de insolvências, 91 e 72, respetivamente, sendo que na comparação com o ano passado, há uma redução de 13% em Lisboa e de 14% no Porto.

Outros distritos com descidas face a 2022 são Beja (-100%), Bragança (-100%), Guarda (-100%), Vila Real (-8%), Castelo Branco (-82%), Santarém (-50%), Horta (-50%), Madeira (-23%) e Setúbal (-16%).

Contudo, os distritos que tiveram aumentos são Portalegre (+200%), Viana do Castelo (+250%), Faro (+157%), Évora (+133%), Viseu (+43%), Aveiro (+22%), Braga (+18%) e Leiria (+ 18%).

O estudo da Iberinform assinala ainda que o número de constituições mais significativo se verificou em Lisboa, com 1.602 empresas (+3% que em 2022), e no Porto, com 783 empresas (-1% que em 2022).

Os distritos que apresentam subidas nas constituições são Ponta Delgada (+31%), Beja (+28%), Faro (+17%), Santarém (+16%), Setúbal (+14%), Aveiro (+11%), Madeira (+10%), Évora (+9,8%), Coimbra (+5,8%) e Leiria (+2,9%).

Em sentido inverso, com quedas destacam-se a Horta (-75%), Angra do Heroísmo (-50%), Bragança (-38%), Vila Real (-29%), Castelo Branco (-14%), Viseu (-10%), Braga (-7%) e Portalegre (-3%).

Rádio Pax / Lusa

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja
8
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades

Recomendado para si

Castro Verde
22/06/2024
Câmara de Castro Verde valoriza comércio local
Alentejo
21/06/2024
Alentejo é das regiões onde as famílias têm menos despesas
turismo
20/06/2024
Turismo do Alentejo investe na promoção do autocaravanismo
turismo
17/06/2024
Proveitos no alojamento turístico caíram no Alentejo
13/06/2024
Moura investe no setor náutico
Castro Verde
12/06/2024
Castro Verde avança com campanha de valorização do comércio no verão
Alentejo 2023
11/06/2024
Abertas candidaturas para apoio às pequenas empresas
turismo
11/06/2024
Alentejo regista quebra nas dormidas em abril