João Rocha: “Estamos a investir milhões no centro histórico”

Foto Rádio Pax

Já está aberto, em Beja, o Centro UNESCO para a Salvaguarda do Património Imaterial.

Foto de João Correia

O Centro está sediado no remodelado Clube Bejense. A escolha da localização insere-se na política de regeneração do centro histórico da cidade, traçada pelo actual executivo Municipal, referiu João Rocha na inauguração do Centro. O presidente da Câmara de Beja classificou a cultura como um pilar “fundamental” e revelou algumas das intervenções que a autarquia vai colocar em marcha, como a reabilitação da muralha (um investimento de 200 mil euros) ou a transformação do edifício do Desportivo de Beja num Centro Multicultural.

João Rocha fala num investimento de “milhões” no centro histórico.

A UNESCO esteve representada na inauguração pela Secretária Executiva da Comissão Nacional, Rita Brito que sublinhou a missão de “preservar o património imaterial da região, as artes e ofícios e as tradições”. Portugal conta nesta altura com 55 Centros UNESCO.

O Centro é uma parceria estabelecida entre o Município de Beja, a UNESCO, a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, o Centro Nacional de Cultura, a Fundação Aga-Khan, o CENA – Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual, a MODA – Associação do Cante Alentejano e a Confraria Gastronómica do Alentejo.