Movimento em Defesa do Hospital de São Paulo promete regressar à luta

Foto: Mov. Def. Hospital Serpa

O novo ano chegou, mas não trouxe a prometida reabertura do Serviço de Urgência do Hospital de São Paulo, em Serpa, lamenta o Movimento em Defesa daquela unidade de saúde.

A Urgência está encerrada desde dia 30 de setembro e a promessa que a União das Misericórdias Portuguesas abriria no início do ano o serviço não se concretizou.

“A população sente-se enganada”, diz o Movimento em comunicado às redações.

Se o serviço continuar fechado durante o mês de janeiro, sem que existam respostas aos vários contactos dirigidos ao Ministério da Saúde e à União das Misericórdias, a população regressará com ações de protesto, diz Luís Mestre, membro do Movimento.