Município de Aljustrel reduziu endividamento

A Câmara revela, em nota enviada às redacções, que apesar da situação financeira dos municípios portugueses ser “complexa” o valor do endividamento, em Aljustrel, “tem vindo a diminuir de forma sólida e sustentada”.

No final de 2009, a dívida orçamentada era de 10 milhões e 800 mil euros. No final de 2015, este valor era de 8 milhões e 303 mil euros.

Ao nível dos pagamentos em atraso, o Município revela que “a performance melhorou”. A 31 de Março de 2012 a autarquia registava 2 milhões e 485 mil euros de dívidas vencidas há mais de 90 dias. A 31 de Dezembro de 2015, esse valor era de 165 mil euros de pagamentos em atraso.

Nelson Brito, presidente da Câmara de Aljustrel, afirma que a dívida seria menor se a autarquia não tivesse de contribuir para o Fundo que apoia os municípios mais endividados.

O autarca garante que a redução do endividamento foi conseguida através do rigor orçamental e não do sacrifício de projectos importantes para a população.

Em relação à execução das verbas do Quadro de Referencia Estratégico Nacional, a autarquia diz-se “satisfeita”, visto que executou mais de 10 milhões de euros em projectos.