12°C
Scattered clouds

“Natal em Serpa” arranca hoje

Foto: CM Serpa
“Natal em Serpa” arranca hoje

O evento “Natal em Serpa” começa hoje e decorre até ao dia 7 de janeiro.

Gastronomia, presépios, artesanato, animação musical, atividades infantis são alguns dos destaques da programação.

O Município de Serpa promove o comércio local no Centro Histórico e no Mercado Municipal através da realização dos mercadinhos de rua, onde os visitantes podem adquirir presentes para o Natal.

No início do próximo ano, decorre o tradicional Cante aos Reis, no dia 5 de janeiro, pelas ruas da cidade, com as atuações dos grupos corais locais.

A chegada de 2023 será festejada com o espetáculo da Orquestra do Conservatório Regional do Baixo Alentejo que apresenta o Concerto de Ano Novo, no Cineteatro Municipal de Serpa.

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades
8
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja

Recomendado para si

28/05/2024
Beja: Chega em campanha para as Europeias em Ourique
28/05/2024
CDU em campanha em Barrancos
28/05/2024
Maria João Ganhão é candidata à secção de Beja do PS
27/05/2024
Europeias: Chega arrancou campanha no sudoeste alentejano a defender maior controlo da imigração
27/05/2024
Paulo Arsénio avança com candidatura à concelhia de Beja do PS
27/05/2024
Sebastião Bugalho visita Moura
27/05/2024
Europeias: CDU em campanha no concelho de Ourique
25/05/2024
Ceia da Silva diz que é necessário “lutar” por melhores acessibilidades