Obras da futura residência da Cruz Vermelha prosseguem a bom ritmo

A Cruz Vermelha está a adaptar as antigas instalações da ESTIG, em Beja, cedidas pela REFER, para acolher 60 utentes e prestar apoio domiciliário a 50 pessoas.

O investimento ronda um milhão de euros.

José Tadeu Freitas, responsável pela Cruz Vermelha em Beja, espera ter a obra concluída o mais rapidamente possível e lamenta o facto de o projecto não ter comparticipação dos fundos comunitários.