OP de Odemira recebeu 58 propostas

A edição de 2019 do Orçamento Participativo (OP) de Odemira recebeu 58 propostas para investimentos públicos: 24 são para o processo promovido pelo município e 34 para os processos promovidos pelas 13 freguesias do concelho.

“Das 24 propostas do OP municipal, 16 são de natureza material e oito imaterial, que se distribuem pelo território odemirense e que incidem sobre projectos culturais, desportivos, educativos e recreativos. As propostas de natureza material têm o valor máximo de 125 mil euros cada e as propostas imateriais de 62,5 mil euros”, explica a Câmara de Odemira.

Telma Guerreiro, vereadora da Câmara de Odemira explica que a novidade deste ano, foi o surgimento das propostas imateriais, que “surpreenderam pela positiva com a apresentação de oito sugestões”.

O orçamento municipal tem o valor global de 500 mil euros, divididos em 250 mil euros para projetos promovidos nas freguesias do interior do concelho com menos de 1 500 habitantes e os restantes 250 mil euros para projetos promovidos nas freguesias do litoral do concelho ou com mais de 1 500 habitantes.

O processo OP das freguesias tem o valor máximo de 10 mil euros [por freguesia].

No que diz respeito aos encontros participativos, este “ano não foi brilhante”, mas quando comparado com 2018 “deu mais ou menos o mesmo número de propostas”, salienta Telma Guerreiro.

Em seu entender, este é um instrumento que “as pessoas já conhecem (…) e querem discutir as suas propostas”.

As propostas serão agora submetidas a análises técnica para posterior votação durante o mês de Novembro.