Paulo Arsénio reeleito presidente da Câmara de Beja

Paulo Arsénio foi reeleito presidente da Câmara Municipal de Beja. O socialista segue para um segundo mandato.

O PS venceu as eleições com 39,14% (6.336 votos). A CDU foi a segunda força política mais votada com 32,84% (5.317 votos), e a coligação Beja Consegue liderada pelo PSD com 18,53% (3.000 votos).

Nesse sentido, o PS elege três vereadores, a CDU outros três e a coligação liderada pelo PSD elege um vereador.

Quanto às restantes candidaturas que estavam na corrida à CM Beja, o BE conseguiu apenas 1,69% (274 votos) e o Chega 5,44% (880 votos), votações que não permitiram a estas duas candidaturas eleger vereadores.

Paulo Arsénio, o vencedor da noite eleitoral de ontem disse à Rádio Pax que se trata de “uma vitória meritória” e de “um resultado” que a candidatura que encabeçou “esperava”.

O autarca socialista realça a vitória na maioria das freguesias no concelho de Beja, pela primeira vez. Além disso, Paulo Arsénio recorda que há vinte anos que nenhum presidente da autarquia de Beja conseguia a reeleição.

Apesar de não ter conseguido ganhar a Câmara de Beja, o comunista Vítor Picado salienta a perda da maioria absoluta do PS na autarquia, dizendo que a CDU contribuiu para que isso acontecesse.

“Nós não estamos satisfeitos, porque queríamos um resultado eleitoral melhor”, afirmou Nuno Palma Ferro, candidato do Beja Consegue, frisando que apesar de ter sido “um combate leal”, teve um “resultado agridoce”.