PCP Beja: “A pandemia veio demonstrar carências do SNS”

O PCP promoveu, ontem, uma ação de protesto, em frente ao Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, para denunciar os problemas que a população está a viver no acesso à saúde, agravados pela Covid-19. No balanço da iniciativa, João Dias disse que “a pandemia veio demonstrar as carências existentes no SNS”.

O PCP de Beja frisa que os problemas sanitários, económicos e sociais colocados pela pandemia solucionam-se com a adoção de medidas de investimento no plano da saúde, nomeadamente, hospitais, cuidados de saúde primários e saúde pública.

Nesse sentido, o PCP entregou um conjunto de 35 propostas dirigidas ao reforço do Serviço Nacional de Saúde, propostas que os comunistas dizem dar expressão às verdadeiras soluções e respostas de que o país necessita.

Em declarações à Rádio Pax, o deputado do PCP eleito por Beja, explicou que o objetivo da ação de protesto – que decorreu, ontem, em vários pontos do país – foi transmitir a importância de “concretizar o reforço do SNS”.

O deputado referiu que a iniciativa decorreu junto ao hospital de Beja, para demonstrar a necessidade de investimento que este equipamento tem.

Além de sublinhar que “a pandemia veio demonstrar que as carências do SNS eram já bastante evidentes”, o parlamentar destacou, também, a relevância de serem criadas condições para combater o atraso que se verifica no Serviço Nacional de Saúde, em particular, no distrito de Beja, nomeadamente, através do reforço de mais profissionais de saúde e de mais equipamentos.