PCP questiona governo

 No âmbito da discussão do Orçamento de Estado o Grupo Parlamentar do PCP questionou o Ministro da Cultura sobre a situação de destruição de património arqueológico no distrito de Beja, nomeadamente nas áreas intervencionadas para plantio agrícola.

Recentemente, uma villa, um aqueduto e uma ponte da época romana foram destruídos. O PCP diz que estas situações “não são infelizmente pontuais”.

João Ramos, deputado eleito por Beja diz que “é preciso fazer mais”.

O deputado acrescenta que “tem de haver recursos na estrutura do Ministério da Cultura para fazer fiscalização e acompanhamento [nos locais onde existem vestígios arqueológicos]”.

O PCP entende que a salvaguarda do património precisaria de mais compromissos do Governo.

Outra das questões colocadas pelo Grupo Parlamentar diz respeito à requalificação dos postos da GNR de Serpa e Alvito.

“Estas Infraestruturas têm problemas estruturais há muito tempo, que fazem com que não tenham as necessárias condições de habitabilidade”, frisa o PCP.

João Ramos relembra que já na discussão do Orçamento de Estado do ano passado, o grupo parlamentar tinha colocado a questão ao Ministro da Administração Interna.

O deputado acrescenta que “quando se fala em investimento publico, é também este tipo de investimento.” Só assim “há condições para que as forças de segurança permaneçam e tenham a sua acção na nossa região.”