População congratula-se com suspensão da Fábrica das Fortes

A população da localidade das Fortes tomou conhecimento que o IAPMEI- Agência para a Competitividade e Inovação, decidiu ordenar a suspensão da fábrica de bagaço de azeitona daquela localidade por um período de 6 meses.

Esta decisão surge na sequência de uma proposta no mesmo sentido da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo.

Para a Plataforma “Problema Ambiental das Fortes”, este é “o culminar de 9 anos de uma intensa luta por parte dos moradores e que agora muito justamente viram a razão do seu lado e adoptadas as medidas por parte das entidades responsáveis”.

A população de Fortes quer que a localidade “seja um exemplo positivo onde indústria e ambiente possam ter uma convivência saudável sob cumprimento escrupuloso da legislação”.

Fátima Mourão, da Plataforma “Problema Ambiental das Fortes”, afirma que a população “congratula-se” com esta decisão e vai ficar atenta às alterações que a unidade de transformação vai fazer no sentido de tentar solucionar o problema.