Presépio funde história da Misericórdia de Beja com a tradição

No espaço anexo à Capela de Nossa Senhora da Piedade, no antigo hospital da Santa Casa da Misericórdia de Beja, continua patente um presépio da autoria de Alexandra Rosa.

A Santa Casa desafiou Alexandra Rosa a conceber o projecto e a artista, em conjunto com artesãos locais, desenvolveu um trabalho que associa “elementos tradicionais, regionais e contemporâneos”, revela a Misericórdia.

O presépio funde a história da Misericórdia com a tradição regional, explica a autora.

Para a sua concepção foram utilizados unicamente materiais da região, como a cortiça e a lã.

O cenário pretende recriar o “ambiente das Misericórdias”, através de elementos presentes na Capela de Nossa Senhora da Piedade, explica Alexandra Rosa.

João Paulo Ramôa, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Beja, frisa que esta é a primeira de sete fases de um presépio que será concluído dentro de três anos.

Para além da função assistencial, as Misericórdias têm uma função cultural, adianta o mesmo responsável.

O presépio pode ser visitado até 6 de Janeiro.