PS alerta para necessidade de “tornar governável” União de Freguesias

A posse dos órgãos da União de Freguesias de Salvador e Santa Maria da Feira, em Beja, foi adiada para 28 de outubro pois as duas propostas para a constituição do executivo apresentadas pelo PS, partido vencedor da União de Freguesias, foram reprovadas pela CDU e pela coligação “Beja Consegue” liderada pelo PSD. O Partido Socialista tem 6 eleitos, a CDU 4 e a coligação “Beja Consegue” tem 3.

Em comunicado enviado à Rádio Pax, os eleitos do Partido Socialista naquela União de Freguesias consideram a situação “anómala e prejudicial ao exercício regular dos órgãos e da atividade da freguesia”.

No mesmo documento é garantido que “da parte do Partido Socialista e dos seus eleitos fica manifestada mais uma vez a disponibilidade de trabalhar para uma solução legítima, estável e participativa, que honre a democracia e a escolha dos eleitores”. O PS sensibiliza “os partidos da oposição para uma reflexão séria sobre a importância de tornar governável a Junta de Freguesia em defesa dos interesses dos cidadãos”.

O Partido Socialista adianta que não quer “fazer juízos de valor sobre as motivações, as consequências ou o resultado de um eventual acordo entre os eleitos de todas as restantes forças políticas” pois cabe-lhe “o dever de governar conforme a escolha dos eleitores”.