Resialentejo terminou 2018 com saldo positivo de cerca de 400 mil euros

A Resialentejo, empresa intermunicipal de tratamento e valorização de resíduos, reunida em Assembleia Geral, aprovou, por unanimidade, o Relatório e Contas de 2018.

Na nota de imprensa enviada às redacções, a empresa refere que teve, em 2018, um resultado líquido positivo de 397 795 euros (em 2017 era de 164 635 euros), que houve uma diminuição do Passivo em cerca de 10%, ou seja em um milhão e cem mil euros e um aumento dos rendimentos operacionais, totalizando cerca de 5 093 milhões de euros.

No que diz respeito aos gastos operacionais, houve uma diminuição, totalizando cerca de 4 448 milhões de euros, o que significa, segundo a Resialentejo, menos 6% em relação a 2017.

Por último, a empresa obteve uma facturação superior ao ano anterior. Em 2018, a facturação foi mais 98 mil euros que, no ano anterior.

António Bota, presidente do conselho de administração da Resialentejo disse à Rádio Pax que estes resultados são fruto do trabalho dos colaboradores e da reciclagem que é feita pela população.