SCM de Beja celebrou protocolo com Direcção Regional de Cultura

A Santa Casa da Misericórdia de Beja e a Direcção Regional de Cultura do Alentejo assinaram, na última sexta-feira, um protocolo de colaboração com vista à conservação, valorização e divulgação do antigo Hospital Grande de Nossa Senhora da Piedade.

Trata-se, segundo a Misericórdia de Beja, “de um monumento relevante do património cultural da cidade”.

João Paulo Ramôa, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Beja, sublinhou que o protocolo tem uma “importância enorme” na medida em que vai permitir recuperar o imóvel e colocar aquele património ao dispor da cidade.

 
 
O acordo surge numa altura em que a Santa Casa da Misericórdia de Beja assinala os 531 anos de existência.

Ana Paula Amendoeira, Directora Regional de Cultura do Alentejo afirmou que o protocolo permite à Santa Casa preservar o património que tem à sua guarda.

Para a Direcção Regional de Cultura, “é muito importante que a Santa Casa da Misericórdia de Beja esteja disponível e empenhada na valorização, na conservação e na salvaguarda do seu património”.