Sete Sóis Sete Luas regressa a Castro Verde

O 27º Festival Sete Sóis Sete Luas volta a reunir, entre hoje e domingo, em Castro Verde “diferentes formas de expressão cultural do Mediterrâneo e do mundo lusófono”.

O Festival arranca pelas 18h00, pela mão da Banda Filarmónica 1º de Janeiro, junto à Igreja dos Remédios. Segue-se a actuação do Grupo Coral “Os Cardadores” da Sete e a performance “Todos a Ler”, iniciativa integrada no Mês da Alfabetização e Literacias. A noite termina com um concerto com o mandolinista italiano, Mimmo Epifani, a partir das 21h30, no Anfiteatro Municipal.

Amanhã, sábado abre ao público, no Posto de Turismo de Castro Verde, a exposição de Artes Plásticas “meus aCORdes”, da autoria de Tutu Sousa (Cabo Verde), a que se segue a atuação do grupo de Música Popular “Cantares do Sul”. Pelas 19h00, Yldor Llach (Espanha) apresenta o seu espectáculo de bicicleta acrobática “Sobre Rodas” e, pelas 21h30, as sonoridades do Mediterrâneo e do Mundo Lusófono far-se-ão ouvir, num concerto com a produção original do festival Orkestra Popular Des 7Luas (Mediterrâneo).

No último dia do Festival, domingo, pelas 18h00, os Irmãos Esferovite (Portugal) trazem um espectáculo musical circense que promete muita animação e divertimento.

A partir das 19h00, sobe ao palco Dino D’Santiago.

Nos dias do Festival, a partir das 17h00, tem lugar um Mercadinho e um Espaço de Petiscos.

O Festival Sete Sóis Sete Luas é promovido por uma Rede Cultural de 30 cidades de 10 Países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia.