Sindicato dos Enfermeiros exige melhores condições de vacinação em Beja

A Direção Regional do Alentejo do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) endereçou uma carta ao Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, onde alerta para a falta de profissionais e de condições no processo de vacinação.

Segundo o Sindicato, o agendamento de utentes para vacinar é em grande volume, o Pavilhão onde é feita a vacinação é enorme e tem espaços abertos junto ao telhado. Mesmo com aquecedores a gás o espaço é frio; as boxes de vacinação não têm aquecimento nem portas e os enfermeiros estão “exaustos” devido ao elevado volume de trabalho.

De acordo com o SEP, “a situação está insustentável e vai agudizar-se”.

O Sindicato exige que se tomem medidas urgentes como a “admissão de mais enfermeiros para responder às necessidades em saúde da população”.

As preocupações foram deixadas à Rádio Pax por Edgar Santos, coordenador do SEP no Alentejo.