12°C
Scattered clouds

Suporte Imediato de Vida do INEM cumpre 15 anos no distrito de Beja

Suporte Imediato de Vida do INEM cumpre 15 anos no distrito de Beja

O Suporte Imediato de Vida (SIV) de Beja surgiu, em 2007, numa parceria entre o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), na sequência de uma reestruturação nacional dos serviços de urgência, depois de duas mortes trágicas no concelho de Odemira. Nestes 15 anos tem desenvolvido projetos inovadores de assistência às populações que vão muito para além do socorro imediato.

O serviço arrancou a 16 de outubro de 2007 e incluiu as ambulâncias SIV de Moura, Odemira, Estremoz e Elvas, no Alentejo.

Em 2013, o SIV foi alargado a Castro Verde, dotando a segunda Urgência Básica da ULSBA desta valência. O Hospital José Joaquim Fernandes, na capital do Baixo Alentejo, tem, ainda, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) que complementa os serviços de Castro Verde e Moura.

Sempre que necessário, o INEM coordena com outras equipas nacionais, por forma a adaptar e prevenir os serviços às carências.

Cada equipa é composta por enfermeiros e Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (TEPH). As suas funções são distintas, mas complementares, sendo sempre o primeiro serviço de saúde a atuar.

Tiago Dias, enfermeiro Coordenador das SIV de Moura e Castro Verde, destaca a importância que os profissionais têm ao transportar a experiência clínica de ambiente hospitalar para locais exteriores e hostis, onde a sua intervenção tem um papel decisivo. Considera que estes enfermeiros “são profissionais altamente diferenciados, com muita experiência clínica” o que, aliás, é critério “para se candidatarem” à carreira. Depois de admitidos, passam ainda por uma “formação inicial do INEM que dura sensivelmente um mês” e por um estágio. Depois de iniciar funções, têm “formação continua”.

João Silva, coordenador TEPH, refere que os profissionais “têm formação inicial de emergência hospitalar e um curso de formação de condução defensiva, que permite conduzir o veículo de emergência com maior segurança, ao local da ocorrência e, depois, à unidade de saúde”. Enquanto profissionais, atuam em “contexto de ambulância SIV e, em meios urbanos, em contexto de ambulância de emergência médica”.

Joaquim Brissos, Enfermeiro Diretor da ULSBA, salienta a importância da formação dos profissionais daquela Unidade Local de Saúde ministrada pelo INEM em serviços SIV e VMER. Na sua ótica, trata-se de uma “mais-valia que potencia a qualidade dos serviços prestados em urgência pré e intra-hospitalar, num conceito de complementaridade”, dando como exemplo, “o facto do profissional da ULSBA poder estar, no mesmo dia, escalado em SIV e em urgência básica”.

As viaturas são dotadas de “equipamentos que permitem a realização de eletrocardiogramas, possuem desfibrilador externo e glucagon, um medicamento para reverter situações de hipoglicemia”, refere João Silva, coordenador TEPH.

Ao longo do percurso entre o local da ocorrência e a unidade hospitalar mais próxima, a equipa está em contacto permanente com estruturas médicas de apoio.

Atualmente, o território da ULSBA tem nove Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, sendo que cinco estão afetos à SIV de Moura e os restantes quatro asseguram a SIV de Castro Verde, salientam os coordenadores Tiago Dias e João Silva.

No total, a SIV é composta por 18 enfermeiros no território da ULSBA, dos quais seis do INEM e doze da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, que partilham conhecimentos para uma melhor agilização entre serviços de saúde.

Contudo, as funções do SIV vão muito para além do socorro imediato.

O INEM é responsável pela formação contínua de outros profissionais que colaboram com estes no socorro, nomeadamente, corporações de bombeiros, Cruz Vermelha Portuguesa e técnicos de emergência. Desenvolvem, também, ações de sensibilização em escolas, junto dos alunos e profissionais da educação, tendo como objetivo a literacia em saúde nas gerações mais novas. Prestam, igualmente, apoio em missões internacionais, a eventos de risco e a altas individualidades. Formam, ainda, médicos e enfermeiros, que se especializam na área do doente crítico.

A todas estas competências, somam-se, ainda, dois projetos de valor acrescentado na saúde do cidadão.

Por um lado, o INEM tem implementada uma equipa de enfermagem de intervenção primária (EEIP) que se desloca em viaturas de emergência médica a qualquer local. O objetivo destas equipas é avaliar o estado de saúde do cidadão em isolamento profilático ou em confinamento obrigatório, bem como, recolher e registar informação clínica relevante na investigação epidemiológica no âmbito da saúde pública. Por outro lado, procede à recolha, acondicionamento e transporte de amostras biológicas específicas para o diagnóstico do paciente.

Esta equipa tem sido determinante em todo o processo de combate à infeção por SARS-Cov-2, facto que levou o INEM a ser agraciado com uma menção honrosa no prémio de saúde sustentável em 2020.

O projeto “Emergências paliativas, pontes para a resposta” trata-se de um outro serviço desenvolvido pelo INEM. Recentemente, reconhecido pela Fundação La caixa”, visa melhorar o atendimento de pessoas idosas e com doença incurável agudizada desde o momento que contactam a linha 112.  Esta valência, implementada em todo o território continental tem permitido aumentar os cuidados de saúde prestados à população.

As comemorações decorrem este ano na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano.

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades
8
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja

Recomendado para si

NERBE/AEBAL
20/05/2024
Nova direção do Nerbe/Aebal toma posse
20/05/2024
Santa Casa assinala Dia Internacional dos Museus em Beja
20/05/2024
Rede de Museus do Baixo Alentejo tem novo grupo coordenador
20/05/2024
EDIA mostra “o fogo e a água”
20/05/2024
Jornada da Caça de maio recebe inscrições em Mértola
Alentejo
20/05/2024
Doenças do aparelho circulatório são as que mais matam no Alentejo
Almodôvar
19/05/2024
Câmara de Almodôvar apoia Bombeiros com 40 mil euros
19/05/2024
200 alunos de Cuba formaram Laço Humano contra maus-tratos na infância