Terras Sem Sombra aproxima-se de públicos jovens

O Festival Terras Sem Sombra vai, na próxima edição, consagrar uma atenção especial, às crianças e jovens. “É preciso enfrentar o dilema do evidente envelhecimento do público da música erudita e isso só pode ser conseguido se existir uma aposta forte e qualificada nas novas gerações”, afirma José António Falcão, director-geral do festival.

Antecipando esta tendência, o Terras Sem Sombra apresenta, esta noite, pelas 21h30, no Jardim Público, em Ferreira do Alentejo, o concerto As Estrelas e o Sol – Música Filipina dos Séculos XX e XXI.

Vão estar em palco os Pundaquit Virtuosi, uma orquestra juvenil oriunda de Pundaquit.
Esta iniciativa resulta da parceria do Terras sem Sombra com a Câmara de Ferreira do Alentejo e a Embaixada das Filipinas e insere-se nas comemorações do 121.º aniversário da proclamação da República das Filipinas.