ULSBA alarga técnicas de tratamento das arritmias

Foto: ULSBA
Foto: ULSBA

O Serviço de Cardiologia da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) efetuou no dia 9 de dezembro as primeiras ablações de Flutter Auricular Típico.

A técnica aplicada foi um sucesso em dois doentes e resolveu a arritmia.

O Flutter auricular é uma arritmia menos frequente que a fibrilhação auricular, mas tem causas e consequências semelhantes nomeadamente em termos hemodinâmicos e de tromboembolismo.

A Unidade Local de Saúde realça que “o crescimento sustentado do sector de arritmologia do Serviço de Cardiologia Hospital de Beja é uma realidade permitindo hoje que os doentes beneficiem de um amplo leque de técnicas e tratamentos em proximidade”.

Luís Moura Duarte, médico responsável pela realização da técnica e coordenador do setor de Arritmologia do Serviço de Cardiologia da ULSBA, sublinha que os doentes têm em Beja acesso a um procedimento que só estava disponível em Hospitais de Lisboa.