ULSBA vai contratar enfermeiros

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses assegura que a Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo vai avançar com novas contratações.

Numa nota na página online do Sindicato lê-se que “com o SEP, a 16 de Junho, a Administração reconheceu a carência de enfermeiros”.

De acordo com o Sindicato, os serviços são assegurados pelo número mínimo de enfermeiros e muitas vezes abaixo dos mínimos. A mesma fonte diz que o Ministério da Saúde assegura a autorização de todos os pedidos de contratação devidamente fundamentados.

No mesmo documento, o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses refere que o Conselho de Administração está a fazer o levantamento das necessidades e irá avançar com um pedido de autorização para contratações. É também assumida intenção de converter os contractos de substituição em contractos sem termo.

Sobre as 35 horas semanais de trabalho, o Conselho de Administração admite que seria adequado a uniformização da medida mas considera não ter autonomia para essa alteração e só o fará quando houver orientações superiores.

Outro dos assuntos em cima da mesa foi a dívida aos enfermeiros cedidos à Misericórdia de Serpa no que respeita a horas de qualidade e horas extraordinárias realizadas antes da cedência.

Este pagamento é da responsabilidade da ULSBA. Do Conselho de Administração ficou o compromisso de verificar a situação e regularizar a dívida.