Último adeus ao forcado Pedro Primo

Lágrimas, dor e muita emoção, hoje, no último adeus a Pedro Primo, o forcado de 25 anos que foi colhido com gravidade, no passado fim-de-semana, numa corrida de toiros realizada na vila de Cuba.

As cerimónias fúnebres do forcado juntaram milhares de pessoas que se vestiram de branco em sinal de paz e muitos levaram ao pescoço o cachecol do Benfica, clube de que era adepto fervoroso.

Depois da missa de corpo presente, o corpo de Pedro Primo saiu da Igreja Matriz e seguiu para o cemitério local percorrendo as principais ruas da vila.

O jovem integrava o Grupo de Forcados Amadores de Cuba e foi colhido com gravidade numa corrida de touros realizada nesta vila baixo-alentejana.

O forcado não resistiu às lesões no fígado e às hemorragias internas na sequência de uma pega de caras.

Após ter sido colhido, foi transportado para o Hospital de Beja e, mais tarde, para o Hospital Curry Cabral em Lisboa.

Recorde-se que Pedro Primo fazia a sua despedida do Grupo de Forcados e das arenas, precisamente no dia em que foi colhido.