Vacinas insuficientes adiam inoculação em Beja em pessoas com mais de 80 anos

O processo de vacinação contra a covid-19 destinado a idosos com mais de 80 anos e pessoas entre os 50 e os 79 e com comorbidades estava previsto “dar o pontapé de saída”, em Beja, na passada quarta-feira, tal como tinha anunciado Paulo Arsénio, presidente da Câmara.

Mas, devido ao número “insuficiente de vacinas que chegaram” esse processo teve de ser adiado. A previsão é que “assim que houver [vacinas] em número suficiente” – ainda antes do final do mês de fevereiro, – a inoculação arranque em Beja, explica Paulo Arsénio.

A campanha de vacinação à população, vai decorrer no Pavilhão Municipal João Serra Magalhães, numa estrutura que “é previsível” que permaneça “montada até 31 de agosto”, explicou o autarca, sem precisar quantas pessoas irão ser abrangidas pela operação.

 Ainda assim, Paulo Arsénio estimou que poderão ser vacinadas “350 pessoas por dia”, com base nas informações prestadas pelas autoridades de saúde, segundo as quais “uma equipa de quatro pessoas consegue fazer 50 vacinações por hora”.

 “Os postos de vacinação no pavilhão serão quatro em simultâneo. As pessoas entram por um lado e saem por outro, sempre em circuitos separados, com zonas de espera antes e depois da vacina perfeitamente separadas e distanciadas”, explicou acrescentando que a vacinação “deverá decorrer quatro horas por dia. O processo decorrerá ou da parte da manhã ou da parte da tarde”.

O autarca refere que o “pavilhão está preparado para o efeito”. Adianta que “se a vacinação tivesse começado na quarta-feira, Beja estava preparada para isso, porque existiam condições”.

Apesar disso, “se as vacinas iniciais forem” administradas em “número reduzido por dia”, o processo pode decorrer no centro de saúde. Quando o número começar a disparar e quando as condições de espera no centro de saúde não forem adequadas a população passa a tomar a dose da vacina no Pavilhão João Serra Magalhães”, esclarece.

“No final de março, se as vacinas forem fornecidas em quantidade suficiente, a expectativa é que a população que está abrangida por esta fase esteja toda vacinada”.

Vacinas insuficientes adiam vacinação em Beja em pessoas com mais de 80 anos.