“Visão dos Tempos”: Alberto Matos acusa Câmara de pactuar com olival intensivo

O “Visão dos Tempos” prosseguiu ontem com Alberto Matos, coordenador do Bloco de Esquerda de Beja, na qualidade de comentador do programa.

Em cima da mesa estiveram vários assuntos regionais e nacionais.

Em termos regionais, Alberto Matos falou do olival intensivo e afirmou que as “Câmaras deviam tomar posição” em relação a este tema.

Em seu entender, “é preciso estabelecer regras, como, por exemplo, faixas de protecção, distâncias mínimas quer à população quer aos agricultores”.

Sobre a actualidade nacional, Alberto Matos comentou a questão da eutanásia, que será debatida esta semana em Assembleia da República.

Para o coordenador do Bloco de Esquerda, “todos devem ter o direito a viver com dignidade até aos fins dos seus dias, e a morrer também”.

Alberto Matos manifestou “o máximo respeito aos cuidados paliativos, que minimizam a dor, mas em último caso deve prevalecer o direito à eutanásia”.

Por último, Alberto Matos falou do racismo e afirmou que “esta é uma questão que deve ser educada e combatida com actos e não apenas com palavras”.

“O racismo é crime face à constituição e face às leis que têm que ser aplicadas.”

O “Visão dos Tempos” regressa na próxima semana com Rodeia Machado do PCP.