Zona de Actividades Económicas de Castro avança no início do ano

A Câmara de Castro Verde prevê lançar nas primeiras semanas de 2019 o concurso para a empreitada de criação da Zona de Actividades Económicas (ZAE).

O investimento de 1,7 milhões de euros prevê a criação de 39 lotes para acolher empresas que pretendam desenvolver a sua actividade económica naquele concelho.

A criação desta zona vai “tirar partido das dinâmicas da actividade mineira e, ao mesmo tempo, fomentar a atracção de investimentos, o nascimento de novas empresas e a criação de mais postos de trabalho em Castro Verde”, considera o município.

António José Brito, presidente da Câmara de Castro Verde, afirma que este investimento chega com 30 anos de atraso e lembra que Castro Verde é o único concelho do distrito de Beja que não tem uma zona de actividades económicas.