ACT identifica 68 trabalhadores de dez nacionalidades

A Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) desenvolveu hoje uma operação de fiscalização na Herdade da Rabadoa, concelho de Beja.

A ACT identificou 68 trabalhadores de dez nacionalidades diferentes e sete empresas prestadoras de serviços, revela a TSF.

“Já encontramos trabalhadores paquistaneses, indianos, timorenses, moldavos”, relatou a inspetora-Geral do Trabalho Maria Fernanda Campos. “Queremos evitar que tenham um trabalho que não seja digno e não esteja regular”, adiantou.

A inspeção do local foi apenas um ato de “rotina” com o intuito de apurar a existência de casos de exploração laboral, trabalho ilegal ou redes de tráfico que, caso se verifiquem serão enviados para o ministério público ou para a Polícia Judiciária, avança a TSF.