ADPM prossegue trabalho de apoio aos agricultores de Moçambique

A Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) prossegue a ação de formação para camponeses e agricultores, na província de Sofala, em Moçambique.

A ação, que já vai na segunda semana, pretende dotar os produtores locais de mais competências e ferramentas técnicas, de forma a aumentarem as suas produções de hortícolas, depois de terem perdido os seus cultivos com a passagem dos ciclones Idai e Keneth.

A ADPM explica que, depois destas intempéries, “as populações tiveram de recomeçar do zero e adaptar-se a uma nova realidade local. Para sobreviverem, começaram a produção de hortícolas, atividade em que não tinham qualquer experiência”.

“Restabelecer a coesão territorial e criar mecanismos para que as famílias possam recuperar de forma sustentável, garantindo a sua sobrevivência alimentar” é o objetivo desta ação, explica Jorge Revez, presidente da ADPM.