Aeroporto de Beja “encontrou o rumo” diz Paulo Arsénio

O Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) vai começar a leccionar o curso de comissário e hospedeira de bordo.

Esta formação resulta da parceria entre o estabelecimento de ensino e a G Air- Training Center, uma escola de treino e formação aeronáutica.

Este investimento no sector da aeronáutica surge no âmbito da assinatura do protocolo [entre a Câmara de Beja, a G Air, o IPBeja e a CCDRA- Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo] ontem oficializado, no decorrer do Open Day “I Can Fly” que teve lugar no IPBeja.

Em entrevista à Rádio Pax, Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja considera este curso “vital para qualificar mão-de-obra na região”, frisando ainda a falta de técnicos de aeronaves e de pessoal de bordo.

O autarca mostra-se satisfeito com o avanço do primeiro curso de pessoal de cabina (comissário e hospedeira de bordo) com início previsto para 8 de Janeiro do próximo ano.

O presidente da Câmara de Beja enaltece esta iniciativa como um “projecto ancora” e faz ainda referência às companhias HI FLY e Aeroneo como um contributo para o fim do “impasse e do marasmo” do Aeroporto de Beja.

A autarquia vai celebrar brevemente um protocolo com a Aeroneo para fabrico e instalação de hangares no aeroporto.