Aljustrel inaugura exposição de artistas internacionais

O Centro d’Artes de Aljustrel inaugura, hoje, a exposição CAPA – Collective Automatic Painting Amsterdam, com obras de quatro dos seus artistas, nomeadamente Freddy Flores Knistoff, José Estevão, James Burns e Jorge J. Herrera Fuentealba.

Este colectivo de pintura automática de Amesterdão (CAPA) é conhecido, desde a década de 90, em alguns circuitos académicos e independentes de arte contemporânea internacional, devido à sua presença activa em eventos e exposições.

“Os elementos que sustentam a natureza do CAPA são diversos, no entanto, a intensa actividade intelectual é considerada capital dentro de seu processo de criação que surge em torno do conceito de automatismo físico.

A destruição do ego através da modificação e apropriação, o papel social na colaboração e visão sobre o papel do artista como um revolucionário, bem como a busca inesgotável pelo sublime na descoberta de composições colaborativas incomuns, que se situam, muitas vezes, entre os limites do linguístico e do iconográfico, são outros dos elementos” revela a Câmara de Aljustrel.

A exposição destes artistas internacionais vai estar patente ao público, no Centro d’Artes, até ao dia 3 de Maio.