Baixo Alentejo com mais de 6 milhões para coesão social

Os municípios do Baixo Alentejo têm ao seu dispor mais de 6 milhões de euros para o desenvolvimento de projectos de coesão social com o recurso a 42 postos de trabalho qualificados (formação superior), por um período de 3 anos.

A revelação é feita pelo deputado do PS eleito por Beja.

Os projectos, desenvolvidos no quadro dos Contractos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS) terão um enfoque especial nas vulnerabilidades identificadas: desemprego, pobreza e envelhecimento.

Pedro do Carmo realça que se trata de uma “boa notícia” para a região pois vai permitir aos 14 municípios apresentarem candidaturas.