BE recomenda voto em branco nas eleições para a CCDR Alentejo

A Coordenadora Distrital de Beja do Bloco de Esquerda (BE), vêm em comunicado apelar aos autarcas que expressem a sua oposição “à farsa eleitoral” para a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) “através do voto em branco”.

Esta posição surge, segundo o BE porque as “eleições para as CCDR’s (…) são fruto de um acordo do Bloco Central que mereceu a crítica e oposição do Bloco de Esquerda desde o primeiro momento”.

As Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional “mantêm a sua natureza jurídica dependente do Estado central e as e os autarcas eleitores não têm nenhum poder de fiscalização do Presidente a eleger que, aliás, pode ser demitido a qualquer momento pelo governo”, explica o partido.

Para o BE “com este acordo, PS e PSD fomentam o controlo partidário da administração do Estado, com candidatos impostos pelas cúpulas dos dois partidos para as presidências e vice-presidências das cinco CCDR’s”.

Os bloquistas defendem que “este é um modelo que só reforça o centralismo e assegura o controlo de PS e PSD na distribuição dos fundos comunitários”.

Através do voto em branco, será possível aos autarcas reafirmar “a sua defesa de um processo de regionalização democrático que reforce a coesão social e territorial do país, com a eleição direta e plural da Assembleia Regional”.