Câmara de Vidigueira preocupada com mudanças nos CTT

A Câmara de Vidigueira expressa as suas preocupações com o futuro dos CTT naquela vila. A empresa transmitiu ao município que a estação dos CTT na Vidigueira passa a espaço comercial concessionado a um empresário em nome individual.

O município “entende que esta estratégia, longe de assegurar a prestação de um serviço postal universal, e muito menos melhorá-lo, insere-se numa perspectiva economicista que apenas pretende garantir aos interesses do poder económico que hoje controla os CTT:  a obtenção de máximo lucro à custa que quaisquer outros interesses, neste caso os da população”.

A Câmara considera que é “mais um passo para que a empresa se venha a desresponsabilizar do Serviço Universal de Correios, a que está obrigada de acordo com o contracto de concessão, abrindo portas para que, num prazo mais ou menos alargado, venham a ser extintos os serviços de correio nos moldes a que a população sempre se habituou e a que tem todo o direito”.

O Município da Vidigueira sublinha o seu “descontentamento e manifesta-se contra a desclassificação da Estação e a passagem agora em definitivo para Posto de Correios e contra a extinção do posto de trabalho afecto ao seu funcionamento”.

A Câmara “considera que é necessário inverter toda esta situação, reclamando da administração central as medidas necessárias para reverter o processo de degradação de prestação deste serviço, que se tem vindo a acentuar nos últimos anos”.