Cante Alentejano comemora três anos como Património Imaterial da Humanidade

Em Beja, o 3º aniversário da Classificação do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade é assinalado com o debate “Cante e os Caminhos da Patrimonialização”.

A iniciativa que decorre esta noite, pelas 21h30, no Centro UNESCO, pretende “perceber o impacto que este reconhecimento está a ter”, revela a câmara de Beja.

Durante o debate estão ainda previstas actuação dos Mineiros de Aljustrel e do Grupo Coral de Beringel.

Em Castro Verde, a data é assinalada com o visionamento do documentário “Os Cantadores de Paris” e pela actuação dos grupos corais do concelho, que até dia 1 de Dezembro dinamizam “O Cante no Concelho”. A iniciativa prevê várias propostas em diferentes localidades de Castro Verde.

Serpa comemora a elevação do Cante Alentejano a Património Imaterial da UNESCO com mais uma edição do Cante Fest, a decorrer hoje e amanhã no Pavilhão de Feiras e Exposições.

Recorde-se que o reconhecimento do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade aconteceu a 27 de Novembro de 2014, em Paris.