Castro Verde mantém preço da água

A Câmara Municipal de Castro Verde, com os votos favoráveis dos eleitos do PS e a abstenção dos eleitos da CDU, decidiu não aumentar os preços da Água, Saneamento e Resíduos Sólidos este ano.

A decisão, segundo o município, “baseia-se numa atitude de total coerência com as posições assumidas no passado pelos eleitos do PS e no facto de, neste momento, a rede de abastecimento da vila de Castro Verde continuar a ter graves problemas que afectam o fornecimento normal à população”.

A situação é apontada como “complexa”. A beneficiação da rede tem custos muito elevados e os fundos comunitários para esse fim deixaram de estar disponíveis em 2013.

António José Brito, presidente da Câmara de Castro Verde assegura que “a autarquia está a trabalhar no sentido de encontrar uma solução tão rápida quanto possível” para o problema.

A Câmara de Castro Verde só admite mexer no preço da água se “existir uma imposição da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) nesse sentido, para que seja possível à autarquia aceder a fundos comunitários que permitam fazer obras profundas na rede de águas da vila”.