Coronavírus: Primeira morte confirmada

A Ministra da Saúde Marta Temido anunciou hoje, em conferência de imprensa, que Portugal regista agora a primeira morte de uma pessoa infectada com Covid-19.

Marta Temido apresentou as suas condolências à família e amigos do homem de 80 anos. O idoso estava internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Na conferência de imprensa, a Ministra da Saúde não deixou de agradecer aos profissionais de saúde que cuidaram do doente e a todos os que trabalham no Sistema Nacional de Saúde.

“É um momento de pesar, de reflexão, e onde, mais do que nunca, precisamos de nos concentrar no muito que há para fazer. Temos de continuar a trabalhar”, disse.

Graça Freitas, directora-geral da Saúde, afirmou que é expectável que o número de mortes aumente. “Faz parte da história da doença”, acrescenta.

A directora-geral da Saúde disse, ainda, que “os serviços de saúde irão fazer de tudo para que isso não aconteça”.

Marcelo Rebelo de Sousa não deixou de dar uma palavra à família do idoso. Na Página Oficial da Presidência da República, o Presidente apresentou os seus “sentidos pêsames à família da primeira vítima mortal da pandemia do Covid-19 em Portugal […]”.

Recorde-se que de acordo com o boletim epidemiológico da Direcção Geral da Saúde (DGS), já são 331 os casos confirmados de infecção pelo novo Coronavírus.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 86 casos.

Até ao momento há, ainda, 374 pessoas a aguardar os resultados das análises realizadas e três pessoas recuperadas. A DGS refere, também, a existência de 2908 casos suspeitos.

Em vigilância pelas Autoridades de Saúde, estão 4592 pessoas e em todo o país estão activas 18 cadeias de transmissão.