GNR encerra campanha “Não Sou de Ferro”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) termina hoje a operação de segurança e de patrulhamento rodoviário intensivo, desenvolvida no quadro do Moto GP.

Em comunicado, a GNR revela que a operação pretende, também, prevenir a sinistralidade rodoviária envolvendo veículos de duas rodas a motor, com especial incidência nos distritos de Faro, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja.

Na sequência do evento Moto GP Portugal, que se realizou no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, de 22 a 24 de abril, prevê-se um aumento significativo do volume de tráfego de motociclos nas principais vias de acesso ao Algarve.

Em termos de sensibilização, a Guarda Nacional Republicana reforça as mensagens de prevenção da campanha #NãoSouDeFerro, para sensibilizar, informar e alertar todos os condutores, em especial os de veículos de duas rodas a motor, para as regras de segurança que devem acautelar durante a condução.

De acordo com os dados da sinistralidade rodoviária, nos últimos dois anos, 1157 pessoas ficaram gravemente afetadas ou perderam a vida em acidentes de viação com veículos de duas rodas.