GNR encerra operação “Natal Tranquilo”

A Guarda Nacional Republicana (GNR) termina hoje a operação “Natal Tranquilo”.

Mais de 1400 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais estão a “prevenir a sinistralidade rodoviária, garantir a fluidez do tráfego e apoiar todos os utentes das vias, no sentido de lhes proporcionar uma deslocação em segurança”, revela a GNR.

Os militares vão estar atentos aos comportamentos de risco dos condutores, como manobras perigosas; sinalização e execução de manobras de ultrapassagem, de mudança de direcção e de cedência de passagem; utilização indevida do telemóvel; excesso de velocidade e incorrecta ou a não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças.

A GNR aconselha aos automobilistas que façam um planeamento cuidado das viagens, evitando os períodos do final do dia, quando se prevê maior intensidade de tráfego; descansem convenientemente antes de efectuar a viagem e, pelo menos de 2 em 2 horas, ou sempre que sintam necessidade, façam paragens para descansar.

A Guarda Nacional Republicana recomenda ainda que a velocidade seja adequada às condições climatéricas, ao estado da via e ao volume de tráfego e que se evitem manobras que possam resultar em embaraço para o trânsito ou contribuir para a ocorrência de acidentes.