Homem que aliciou jovens sexualmente em troca de droga condenado 9 anos

O homem, de Ferreira do Alentejo, que aliciou jovens sexualmente em troca de droga foi condenado a 9 anos de prisão. Joaquim Almeida de 27 anos estava acusado de três crimes de recurso à prostituição de menores, dois crimes de aliciamento de menores para fins sexuais, outros dois de pornografia de menores e um de tráfico de estupefacientes.

O colectivo de Juízes deu como provada toda a matéria de acusação, no entanto ainda absolveu o arguido de dois crimes.

O advogado de defesa vai recorrer da sentença e explicou que “já estava à espera de uma pena pesada”, mas não tanto tempo.

Já António Romão, advogado de uma das vítimas, admitiu que “é uma sentença justa dentro daquilo que já estava à espera”.

O caso começou a ser investigado depois de algumas informações que incriminavam Joaquim Almeida de trocar dinheiro e droga por imagens de menores em poses sexuais. Mais tarde tentava marcar encontro com os jovens para a prática de sexo.

Em maio de 2017, depois de ser detido pela Policia Judiciária e sujeito a primeiro interrogatório no Tribunal de Ferreira do Alentejo, ficou em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Beja.

Joaquim Almeida, que já tinha antecedentes criminais, era eleito na Assembleia Municipal de Ferreira do Alentejo e foi presidente do Sporting Clube Ferreirense.