Homem que matou filho condenado a 25 anos

O Ministério Público acusou o homem por crime de homicídio qualificado; crime de homicídio qualificado na forma tentada e dois crimes de detenção de arma proibida.

Os crimes remetem para o dia 27 de Janeiro do ano passado. Com cinco tiros, António de Brito atingiu a mulher e o filho perto da Casa da Cultura, em Beja. O casal tinha-se separado mas o homem nunca aceitou. Depois de balear a mulher e o filho, o homem escondeu a arma numa casa de banho pública e alugou um quarto numa pensão da cidade.

O indivíduo já tinha antecedentes criminais e chegou a cumpriu pena de prisão, também por crime com o uso de armas de fogos.